PT | EN

iA


A sabedoria de viver o presente

by Luiza Azancot. Average Reading Time: almost 3 minutes.

Gosto de fazer listas. Por altura do meu aniversário fiz mais uma – Os dias top da minha vida.

  • a melhor passagem de ano (Rincon, Porto Rico 2001)
  • o melhor dia de praia (Meco, Verão 1983)
  • o melhor dia de anos (Santorini, 2000), etc.

Também tenho uma bucket list isto é uma lista das coisas que ainda gostaria de fazer antes de kick the bucket= morrer.

A primeira lista refere-se ao passado e a segunda ao futuro. Uma lista é saudosista e a outra representa uma ansiedade de não chegar lá, do medo da morte?

E o presente?

Nessa altura lembrei-me de uma resposta que o Dalai Lama deu à jornalista social americana Barbara Walters. No final de uma entrevista ela perguntou-lhe qual tinha sido o momento mais feliz da sua vida. E ele fez uma pequena pausa, olhou-a com um ar um pouco surpreendido e com um enorme sorriso disse: “Hoje, mais precisamente este momento.” A sua capacidade de viver o presente sem olhar para o passado e nem para o  futuro impressionou-me!

Dalai Lama

 

Em astrologia quando falamos de tempo olhamos para Saturno, que na mitologia grega se chamava Cronos. Esse vocábulo chega até nós em palavras ligadas à passagem do tempo: cronometro, cronologia, cronica.

Saturno não representa só tempo mas também limites e o tempo é uma realidade limitadora. Não  somos eternos e quantas vezes desejamos que o dia tivesse mais de 24 horas. Saturno é também o símbolo da disciplina e de outros processos limitativos – responsabilidade, estrutura – que têm  potencial para nos conduzir a ser uma autoridade, um mestre. Tem um lado sombra, o medo, o medo de não conseguir chegar ao topo, o medo de falhar.

O Dalai Lama no seu tema tem o planeta Saturno no signo de Peixes. O planeta dos limites no signo que representa a ausência de limites, a dissolução de estruturas, o oceano, a imensidão. Para a maior parte das pessoas esta configuração traduzia-se numa incapacidade de impor-se limites, uma dificuldade em gerir o seu tempo e em chegar a horas. Mas no caso de Sua Santidade a leitura é outra: através de uma disciplina (Saturno) espiritual e de meditação (Peixes)  tornou-se  mestre (Saturno) em eliminar divisões do tempo (Peixes) e viver o presente. Há com certeza outras razoes astrológicas para explicar a sua imensa sabedoria mas este post não se destina ser uma interpretação do seu tema natal. É uma forma de o homenagear, pois faz 77 anos dentro de 3 dias. Vai ter com certeza um dia muito feliz.

Eu tenho Saturno em Virgem, signo oposto a Peixes. Virgem gosta de organizar, de ser eficiente, de ser pontual. De estabelecer, principio, meio e fim. Não se dá nada bem com a imensidão do tempo, com a noção do sem limites. Daí eu gostar tanto de fazer listas e de ter tanta dificuldade em meditar.

Não posso aspirar à sabedoria do Dalai Lama mas posso reflectir sobre o assunto e tentar viver mais o presente, conquistar os medos (Saturno) através do serviço ao próximo (Virgem). As estradas do caminho da sabedoria são muitas.

Como sou gordinha e gosto de mel….  talvez possa aspirar à sabedoria do ursinho Pooh.

Pooh

Em que dia estamos?

Hoje – grunhiu Piglet
O meu dia favorito – disse Pooh

A.A. Milne

3 comments on ‘A sabedoria de viver o presente’

  1. Susana Loubet diz:

    Obrigada:) Hoje também é o meu dia favorito! Entre outras coisas, pelos momentos que recordo ter passado a ler histórias deste ursinho aos meus príncipes :)

  2. Marta Carreira diz:

    Luiza, também tenho Saturno em Virgem e sinto a mesma dificuldade em meditar, em me perder na infinitude do não sei o quÊ… Por vezes gostava de sair mais desta caixa e destes auto-limites que forçosamene imponho aa mim própria, mas não consigo viver de outra forma… beijinhos e mais uma vez adorei

  3. Anne diz:

    Gostei de ler, querida Luiza! O presente é realmente o Melhor quando conseguimos ficar nele! Tenho uma amiga que faz anos no mesmo dia que o DL, acho que gostarias de a conhecer… Até breve! Bj e saudades! an

Leave a Reply