PT | EN

iA


A estrela de David

by Luiza Azancot. Average Reading Time: about 3 minutes.

Este período de Mercúrio retrógrado está prestes a terminar em 21 de julho. Foi horrível e fui bastante  afectada.  Não tive escolha, e assinámos o contrato de promessa da venda da nossa casa, iniciámos uma mudança  intercontinental, e tanto eu como a minha família andámos muito de avião. Problemas de comunicação em abundância como era de esperar e até alguns inesperados.  Foi um Mercúrio retrogrado clássico com stress e aborrecimentos.

Está quase no fim e eu estou ansiosa que chegue o dia 29 de julho de 2013, quando há algo de especial no céu. Não é uma super-lua, nem chuva de meteoros, nada visível a olho nu, mas é um momento importante no calendário cósmico de 2013 porque oferece uma pausa e um alívio das últimas energias difíceis.

chartjuly29

 

A partir do topo da carta no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio ligados num hexágono, temos Plutão em Capricórnio, Neptuno em Peixes, a Lua em Touro, Júpiter e Marte (e um pouco mais afastado Mercúrio) em Caranguejo, Vénus em Virgem e Saturno em Escorpião. Cada planeta está a 60 graus dos adjacentes alternando entre signos de Terra e Água. Os planetas em Capricórnio, Touro e Virgem, formam um triangulo em signos de Terra (trígono)  e os planetas em signos de Água formam outro trígono. Isto significa que cada planeta está afastado 120 graus dos outros do mesmo elemento.

Em resumo: 8 dos 10 planetas estão em elementos yin,  energia predominantemente  feminina, receptiva,  capaz de melhorar a nossa percepção do mundo físico e de aumentar a nossa sensibilidade e sintonia com o mundo emocional. Apenas Sol e Urano estão em signos de fogo. NÃO há planetas em signos de ar.

O ângulo de 120 graus (trígono) proporciona facilidade e satisfação, porque cada planeta está no mesmo elemento isto é com energias compatíveis. No ângulo de 60 graus (sextil) as energias ainda são compatíveis, mas em diferentes elementos que lhe dá um pouco de estímulo. Chamamos ao sextil o aspecto da oportunidade, mas lembrem-se que oportunidade significa trabalho no sentido de que nós temos que ligar o motor, uma vez carregando na ignição o carro andará sem problemas.

O conflito entre Plutão e Urano, que tem dominado os últimos anos ainda está em curso (ver A astrologia da Crise ) mas o Universo dá-nos durante este período, que dura alguns dias para além do momento exato do mapa, uma pausa e um pouco de alívio. Vamos descansar a mente (possível devido à ausência de ar) e centrarmo-nos (terra) e sentir (água). Vamos aproveitar ao máximo esta oportunidade cósmica que alguns chamam hexágono místico, outros grande sextil e outros a estrela de David. Independentemente do nome,  é um dos aspectos mais positivos que os céus podem proporcionar.

É uma formação rara. Pensa-se que a última vez que isto aconteceu foi no início do fim da Segunda Guerra Mundial, em 7 de Fevereiro de 1945. Exatamente durante a Conferência de Yalta que preparou o palco para o mundo do pós-guerra. Esse grande sextil era diferente porque os signos envolvidos eram fogo e ar, energias yang.

Não sei como este grande sextil se vai manifestar em 2013, mas todo mundo vai ser afetado de alguma forma a um nível pessoal ou coletivo.

Falando por mim, após o deplorável período de Mercúrio retrógrado, vou aproveitar alguns dias para recarregar energias, para me restablecer, para estar em paz, para respirar e sobretudo expirar. Mas  não vou estar totalmente passiva … se uma oportunidade passar a jeito … agarro-a.

E os bébés nascidos sob este céu … vão ser estrelas ou reis?

2 comments on ‘A estrela de David’

  1. Ines diz:

    Wow!! Magnifico!

  2. Vanize Eyer Batista diz:

    Aqui no Brasil no Rio essa estrela de davi começou a se formar “coincidindo” com a chegada do papa no dia 22 achei seu texto procurando sobre estrela de davi acho lindas e especiais essas formações planetárias q ficam aí sobre nossas cabeças sou médica homeopata e trabalho com astro concordo com vc os gdes trigonos e a estrela de davi são referências pisitivas e iluminadas nesses tempos de difíceis quadraturas

Leave a Reply